Tags

, , , , , , , , , ,

Gêneros se unem para marchar contra a distinção feita desde os primórdios sociais

Repensar valores destinados às palavras é uma forma de construir novas visões. Ter voz, gritar.  O movimento internacional Marcha das Vadias teve realização neste sábado, dia 02 de maio, em Londrina. Com o objetivo de protestar contra todo tipo de violência à mulher mais de 200 pessoas se reuniram no calçadão da cidade.

Ir às ruas fazer barulho é o mesmo que fazer parte de uma banda. Compartilha-se da mesma opinião, mesmo que seja por um curto período de tempo. Pinta-se o rosto e veste-se para subir ao palco da voz voraz. Quem não se mostra acua-se da liberdade do vôo.

Mais movimento pela liberdade feminina foi o que a Marcha das Vadias pediu, sugeriu, gritou. Quebrar o pré-conceito estabelecido na palavra vadia permite que a mesma transite na sensualidade da mulher.

Abaixo algumas fotos do fotógrafo Ainho Alves, que passou por lá!

Veja mais fotos em Ainho Alves

Anúncios