Tags

,

Salto alto, maquiagem, seguranças e incertezas. A dificuldade de organizar essas coisas no dia-a-dia faz parte de uma escolha. O progresso menina-mulher é dolorido. Dolorido porque em um determinado momento da vida, você vai perceber que terá que proceder ao contrário, para ficar mais perto de si.

Dançando em círculos horários e anti-horários, mas nunca com o mesmo passo. Disse o poeta Rodrigo da Silva Ferraz Bezerra, “Os seus atos mais simples, podem até não mudar o mundo inteiro, mas com certeza mudarão o mundo de alguém”. Basta ver o outro e enxergar a si.

Nesta levada de passo dentro passo fora, se vive o próximo passo da vida. É o sentido da contraditoriedade, que faz com que a criança interior volte a brincar mais fervorosamente, quando ela decide aparecer, dando graça e ingenuidade a vida.

Maíra Palmieri

Foto reprodução

Anúncios